Categoria: Destaque

Especial Dom Casmurro, Machado de Assis

24 maio

“Eu amava Capitu! Capitu amava-me! E as minhas pernas andavam, desandavam, estacavam, trêmulas e crentes de abarcar o mundo. Esse primeiro palpitar da seiva, essa revelação da consciência a si própria, nunca mais me esqueceu, nem achei que lhe fosse comparável qualquer outra sensação da mesma espécie. Naturalmente por ser minha. Naturalmente também por ser a primeira” (p. 37).

   “Em verdade, não falamos nada; o muro falou por nós. Não nos movemos, as mãos é que se estenderam pouco a pouco, todas quatro, pegando-se, apertando-se, fundindo-se” (p. 39).

   “Capitu era Capitu, isto é, uma criatura mui particular, mais mulher do que eu era homem. Se ainda o não disse, aí fica. Se disse, Fica também. Há conceitos que se deve incutir na alma do leitor, à força de repetição” (p. 62).

   “Olhos de ressaca? Vá, de ressaca. É o que me dá ideia daquela feição nova. Trazia não sei que fluido misterioso e enérgico, uma força que arrastava para dentro, como a vaga que se retira da praia, nos dias de ressaca” (p. 65).

   “Para não ser arrastado, agarrei-me às outras partes vizinhas, às orelhas, aos braços, aos cabelos espalhados pelos ombros; mas tão depressa buscava as pupilas, a onda que saía delas vinha crescendo, cava e escura, ameaçando envolver-me, puxar-me e tragar-me. Quantos minutos gastamos naquele jogo?” (p. 65).

   “Eu, uma vez que confesso tudo, digo aqui que não tive tempo de soltar as mãos da minha amiga; pensei nisso, cheguei a tentá-lo, mas Capitu, antes que o pai acabasse de entrar, fez um gesto inesperado, pousou a boca na minha boca, e deu vontade o que estava a recusar à força. Repito, a alma é cheia de mistérios” (p. 73).

   “Entretanto, se eu me ativer só a lembrança da sensação, não fico longe da verdade; aos quinze anos, tudo é infinito” (p. 88).

   “Oh! minha doce companheira da meninice, eu era puro, e puro fiquei, e puro entrei na aula de S. José, a buscar de aparência a investidura sacerdotal, e antes dela a vocação. Mas a vocação eras tu, a investiduras eras tu” (p. 90).

traço

   Enquanto eu lia os quotes que havia marcado, tive a oportunidade de me deliciar novamente com as palavras de Machado de Assis. Não ia escrever nada, mas pensei aqui comigo que não poderia deixar passar em branco. Só tenho a dizer que a escrita faz gosto de ser lida. Tenho certeza que os quotes ali em cima deram um gostinho do que eu estou falando rsrsr <3

dom casmurro resumoResumo: “O romance Dom Casmurro é narrado em primeira pessoa por José Bento, o Bentinho (apelidado, na velhice, de Dom Casmurro, por viver recluso e solitário). Em retrospectiva, ele conta fatos de sua infância na casa da mãe viúva, D. Glória, ao lado do tio Cosme, da prima Justina, do agregado José Dias. Como vizinhos de fundo, Pádua e D. Fortunata, pais de Capitolina (apelidada Capitu), de condição social inferior. O objetivo do narrador-personagem é tentar reviver as emoções afetivas através da reconstituição do passado. Recuando até o tempo em que ele e Capitu eram crianças, Bentinho conta como a convivência e as brincadeiras vão aproximando os dois amiguinhos, que, na adolescência, tornam-se namorados. A família dela, vendo nesse relacionamento a possibilidade de casamento e ascensão social de Capitu, favorece o namoro entretanto, a mãe de Bentinho, fiel a uma antiga promessa, coloca-o no seminário com o intuito de fazê-lo seguir a carreira eclesiástica. Capitu empreende esforços para impedir que Bentinho, sem magoar a família, chegue a ordenar-se, revelando-se uma moça esperta e insinuante. Com a ajuda de Escobar, um colega de seminário, Bentinho encontra um modo de não ter de cumprir a promessa feita pela mãe e, depois de concluir o curso de Direito, casa-se com Capitu. A amizade com Escobar é fortalecida ainda mais após o casamento deste com Sancha, amiga de Capitu. Os dois casais moram perto, visitam-se frequentemente e tornam-se muito unidos. Nasce a filha de Escobar e Sancha alguns anos depois, Capitu dá à luz um menino, Ezequiel. Pouco tempo depois, Escobar morre afogado no mar e, a partir da reação de Capitu no velório do amigo, começa a nascer em Bentinho a suspeita de uma possível traição da mulher, que vai se transformando em certeza à medida que Ezequiel cresce e adquire feições semelhantes às de Escobar. Torturado pelo ciúme, Bentinho não consegue mais suportar a presença da mulher e do filho. Decide então separar-se deles. Faz uma viagem com a família à Europa, onde ficam Capitu e Ezequiel. Bentinho volta sozinho ao Brasil. Após alguns anos, Capitu morre, sem ter voltado ao Brasil e revisto o marido. Ezequiel, já moço, faz uma única visita a Bentinho, morrendo pouco depois numa viagem de estudos ao Oriente. Bentinho, já velho, fecha-se cada vez mais na sua vida solitária, quando passa a ser chamado de Dom Casmurro. É nessa fase que decide escrever a história de sua vida, como anunciou nos capítulos iniciais.”

Até a próxima <3

  • Categorias: Destaque
  • Quero Ler! #AnsiedadeMandouLembranças

    11 maio

    o estranho   Para Anita, mais estranho do que ser vítima de uma crise súbita e psicótica de seu namorado, foi notar que o garoto que a defendeu não havia sido visto por mais ninguém. Somente ela pôde enxergá-lo. Ao perceber o espanto de Anita, o garoto desaparece no ar, deixando um nome para guiar a jovem: Gabriel Garcia. Sem saber o significado daquele nome, nem como poderia usá-lo para encontrar o misterioso garoto, Anita corre atrás de qualquer pista, qualquer teoria, com esperanças de encontrar provas que possam ser usadas. Ela almeja provar para si mesma que não enlouqueceu. Mas o acontecimento não poderia ser inventado, da cabeça dela, ou poderia? E como alguém poderia desaparecer no além daquela maneira? Quem seria aquele garoto e porque a ajudou? Ela não descansaria até descobrir o porquê da inexplicável ligação entre ela e o estranho.

    ***

       Esse livro me chamou atenção pelo fato do garoto misterioso. Assisto AHS e por alguma razão me lembrei do Tate hahah Sei que pode não haver semelhança alguma entre os dois, ou não…. A fórmula é simples, o que impressiona é como o autor conduz a história, e, pelo que tenho lido sobre, O estranho tem uma atmosfera adolescente recheada de mistérios que não decepcionam! De todos, é o que eu mais quero ler *.*

    traço

    o medo de virgília   Dividida entre cuidar da própria vida e ajudar seus familiares que precisam dela financeiramente, muda-se de Cristal e vai morar sozinha em um apartamento herdado pela mãe. Assim, poderá ficar mais perto de Marília, sua irmã mais nova, internada numa clínica depois de tentar matá-la enquanto sofria um surto psicótico.  Virgília começa a trabalhar como gerente de uma joalheria. Lá, conhece Alex, o entregador de joias. Os dois se apaixonam. Além de ser um homem apaixonante, Alex possui um dom incomum que o torna capaz de tirar vidas, ou salvá-las. Uma trama onde o grande mistério é descobrir como Virgília conseguirá lidar com tantas situações difíceis que a cercam, sem enlouquecer.

    ***

       Esse é um romance sobrenatural dramático. Já sabemos que a principal tem alguns problemas familiares, e isso é uma alavanca e TANTO ao que diz respeito ao desenvolvimento da narrativa. Só estou esperando para conferir como foi que a autora misturou isso com a situação dos mistérios que envolvem a vida do namorado da principal.traço

     

    a divina conspiração   Olívia Giacomelli é uma agente de polícia especializada em complexos casos de assassinato. Competente, ela sempre conseguira resolver com êxito cada um deles, nunca encerrando um crime sem solucioná-lo. No entanto, uma sequência de mortes misteriosas vinha ocorrendo desde 2007. Perturbada com a falta de pistas, Olívia começa a investigar os incidentes mais a fundo, até que, em um suposto suicídio na UFMG, ela encontra uma pena negra. Enquanto isso, Sophie, uma jovem universitária, tenta superar a ausência da família, que morrera num trágico acidente de carro no Réveillon de 2008. Numa busca por respostas, os caminhos de Sophie e de Olívia se cruzam, e ambas se deparam com uma realidade aterradora. Elas se veem em meio a uma batalha invisível que desde sempre era travada por seres sobrenaturais: os angellores. Agora, elas estão num terreno obscuro e assustador, e precisarão se arriscar para descobrir a verdade, que mudará suas vidas para sempre.

    ***

       Geeente, esse aqui é parece ter os ingredientes os quais eu me identifico. Tem mistério, um certo ar de puzzle, quando fatos vão se encaixando no outro até encontrarem uma solução, uma verdade. Fiquei um pouquinho receosa por perceber que o romance policial tem traços sobrenaturais, mas eu li várias resenhas e todas foram positivamente críticas!

    traço

    descendentes   Destruída, abalada e quase sozinha… É assim que Kaya se sente após a morte misteriosa do pai, mas descobrir que não está na Terra é ainda pior. Tentando sobreviver em um lugar inóspito, assustador e que esconde monstros atrás de cada árvore, ela descobre que sua vida nunca foi normal, que seu passado é apenas uma ilusão e que tudo pode piorar quando ela encarar a sua verdadeira identidade de Descendente.

    ***

       Descendentes é pra quem curte aquela pegada de Sci-Fi. Sei que vamos encontrar seres de outros mundos e nos deparar com sua cultura diferente. Espero gostar! Lembrei de A Hospedeira. Só sei que quero muuuito conferir hahah

    Até a próxima!

  • Categorias: Destaque
  • [Concurso Cultura no CANAL|Atualizado] Resultado!

    31 ago

    Oiiiiie!!

    Primeiramente a equipe (Eu, Duda, Rafa, My e Lucinha) do Estranhos queria agradecer a participação de todos. É muito importante para nós a interação com vocês, leitores! Ficamos muito felizes com todos os comentários, então foi difícil escolher apenas um. Parabéns:

    Rita de Cássia Lima

     

    Acesse o link AQUI e confira no tópico Informações o próximo passo para prosseguir com a promoção.

    Por hoje é só! Não esqueçam e se inscrevam em nosso canal e nos acompanhe nas redes sociais:

    YouTube | Fanpage | Instagram | Twitter | Skoob

  • Categorias: Destaque
  • [Destaque] Titanic

    28 abr

    Quem nunca suspirou com Jack e Rose? Fui uma dessas pessoas que adorava o filme. Adorava é até pouco. Eu era do tipo que assistia o filme dublado umas cem vezes, e depois assistia de novo em inglês mais cem (exagera não, kiridinha).

    Imagino que algumas pessoas ainda acreditam que os dois personagens são verídicos, mas na verdade eles foram criados apenas para estimular o drama na trama. Digo isso porque há pouco tempo durante uma conversa com uma amiga, ela comentou que achava triste o final dos protagonistas. Estávamos lembrando que esse mês, precisamente no dia 15, faz 104 anos desde o naufrágio do RMS Titanic.

    O Titanic foi considerado o navio dos sonhos. Suas peças eram das mais luxuosas da época. Ocasionando rumores de que ele seria inafundável.

    “As instalações da primeira classe iam desde o convés dos botes até o convés e incluíam um ginásio com os equipamentos mais modernos da época, quadra de squash, uma sala de fumar decorada com uma lareira e pinturas de Norman Wilkinson, um restaurante à la carte, dois cafés decorados com palmeiras, uma piscina coberta, banhos turcos, uma sala de leitura com mobílias de mogno e vitrais e um convés de passeio coberto” (Wikipédia, acesso 16/04/2016).

    Dos 1.316 passageiros, em média, 395 pessoas eram da primeira classe: muito ricas e importantes. Haviam também 285 na segunda classe, e 706 na terceira. Além dos passageiros, o navio incluíam mais 885 pessoas em sua tripulação: oficiais, marinheiros, vigias, mecânicos, cozinheiros, mordomos etc.

    Como dito, Jack e Rose foram personagens totalmente fictícios, criados com o objetivo de estimular mais drama e emoção para o filme que James Cameron iria retratar essa grande catástrofe que ficou marcada na história.

    Deixo com vocês algumas das cenas que mais me tocaram. Espero que tenham gostado! Aproveitem para relembrar 🙂

    Jack: Come, Josephine, in my flying machine, going up, she goes up, up she goes.josephine titanicjack rose

    Jack: Where to, Miss? (Para onde, senhorita?).

    Rose: To the stars. (Para as estrelas).

    to the stars

    Jack: Rose! You’re so stupid. Why did you do that, huh? You’re so stupid, Rose. Why did you do that? Why? (Rose! Você é tão estúpida. Por que você fez isso? Por quê?).

    Rose: You jump, I jump, right? (Você pula, eu pulo, lembra?).you jump i jump

    Rose: I love you, Jack. (Eu te amo, Jack).

    Jack: Don’t you do that, don’t say your good-byes. Not yet, do you understand me? (Não faça isso, não diga adeus. Não ainda, me entendeu?).

    Rose: I’m so cold. (Estou com tanto frio).jack e rose

    Jack: Never let go. (Nunca desista).

    Rose: I’ll never let go, Jack. I’ll never let go. (Eu não irei, Jack. Eu nunca irei desistir).

    never let go

    Old Rose: It was the ship of dreams to everyone else. To me it was a slave ship, taking me back to America in chains. Outwardly, I was everything a well brought up girl should be. Inside, I was screaming. (Ele era o navio dos sonhos de todo mundo. Para mim, era um navio de escavo, que me levava em algemas de volta para a America. Externamente, eu era tudo o que uma boa garota deveria ser. Por dentro, estava gritando).

    inside i was screaming(Sempre as mesmas pessoas mesquinhas, as mesmas conversas estúpidas).

    Old Rose: Fifteen-hundred people went into the sea, when Titanic sank from under us. There were twenty boats floating nearby… and only one came back. One. Six were saved from the water, myself included. Six… out of fifteen-hundred. Afterward, the seven-hundred people in the boats had nothing to do but wait… wait to die… wait to live… wait for an absolution… that would never come. (Mil e quinhentas pessoas foram para dentro do mar quando o Titanic afundou. Tinha vinte botes boiando por perto e somente um retornou. Um. Seis pessoas foram salvas da água, incluindo eu. Seis entre  mil e quinhentas pessoas. Depois disso, as setecentas pessoas nos botes não podiam fazer nada senão esperar… esperar morrer… esperar viver… esperar por graça… que nunca viriam).

    he saved me

    Old Rose: A woman’s heart is a deep ocean of secrets. But now you know there was a man named Jack Dawson and that he saved me in every way that a person can be saved. I don’t even have a picture of him. He exists now only in my memory. (O coração de uma mulher é um profundo oceano de segredos. Mas agora vocês sabem que existiu um homem chamado Jack Dowson e que ele me salvou de todas as maneiras que uma pessoa poderia ser salva. Eu nem tenho uma foto dele. Jack existe somente em minha memória).

    final de titanic

    Quotes

  • Categorias: Destaque
  • [Destaque] Parceria e Indicação

    26 abr

    E aí, meus leitores! Tudo bem com vocês? Tenho duas coisas muito importantes para destacar aqui no blog hoje. Primeiro, quero dividir com vocês uma indicação de um livro de ficção que me interessou bastante publicado pela Selo Jovem.

    o enigma da estrelaPedro e Melissa têm 12 anos. Além de primos, são superamigos.
    Ela adora ler, pesquisar e descobrir. Ele adora praticar esportes. Quando os dois chegam à Mansão de Altaville para passar o natal em família, nem imaginavam o que iriam encontrar. Fenômenos estranhos começam a acontecer e, inesperadamente, um jogo os faz embarcar numa louca aventura.
    De volta ao século XX precisam decifrar o enigma da estrela ou ficarão presos no passado.

    Essa capa é bem sugestiva, não é mesmo? Sou muito suspeita para falar de suspenses (suspeita, suspense, hã, hã? Aliteração. Desculpa, gente kkkkk Esse povo de humanas :p), pois é um dos meus gêneros favoritos. Ficou curioso? Você pode saber mais dele através do site da autora: Bruna Longobucco.

    Por fim, gostaria de dar as boas-vindas para a Ingrid. Ela é proprietária do blog Resenha Atual, nossa nova parceria. Sugiro que dê uma passadinha lá. Você vai encontrar um universo parecido com o nosso: o dos livros <3 Seja bem-vinda, flor! 

    resenha atual

     

    Muito obrigada pela visita 😉 Volte sempre!

  • Categorias: Destaque
  • [DIY – Destaque] Marcador de Páginas no Próprio Livro

    4 abr

     12765716_1027150357345523_1233699546_o Comprei alguns livros e reparei que a orelha deles estava maior. Havia uma demarcação óbvia indicando que era para cortar, logo se transformando em um marcador de páginas. Até pensei em fazer isso, mas fiquei com medo de estragar o livro. Recentemente no snap da editora Seguinte (editoraseguinte) tinha uma menina, a Gabi, cover da Taylor Swift ensinando pra gente a maneira correta de fazer cortar seu marcador sem que danifique o livro. É bem simples!

     

      Tudo o que você vai precisar é de uma régua, um estilete e uma tesourinha de unha. Dependendo se você for destro ou canhoto, ajeite o livro da maneira que ficar melhor pra apoiar a régua e deslize o estilete assim como na imagem abaixo.

    12751907_1027149744012251_465181317_o

    12755241_1027149684012257_922447278_o

    12736485_1027149647345594_900861984_o

     Na segunda imagem cortei com o estilete assim para ficar mais fácil na hora de usar a tesoura.

    A parte de cortar a coroa foi a mais complicadinha, mas olha como fica lindo depois *.* Aproveitei e também fiz com o livro A Rainha Vermelha.

    12736576_1027149550678937_911920953_o

     

    Então é isso, leitores! Não precisam ficar com pena do livro kkkkkkk

    Beijão e até a próxima!!!!

     

  • Categorias: Destaque, DIY
  • Página 1 de 212