[Livros em Verso] Cinderela Pop, Paula Pimenta

31 mar

Olá, leitores! O Livros em Verso é uma categoria do blog. Como o próprio nome diz, os livros serão apresentados aqui por meio de versos cheios de ritmo e melodia. Será como uma viagem doce e agradável dentro daquele livro que você tanto gosta.
  Indicamos essa categoria àqueles que já leram os livros apresentados nos títulos ou os que pretendem conhecer a história sem ler o livro. Contém spoilers.


resenha cinderela pop

 

Quem é que não conhece
A história da Cinderela,
Que tem uma bruxa madrasta
Com duas filhas donzelas?

Trabalhava feito escrava,
Sempre muito maltratada.
Tudo de bom e melhor
Era para as gêmeas mimadas.

O rei, para casar seu filho,
Fez uma festa bem bonita.
Convidou todas as moças,
mas só uma foi escolhida.

As moças se arrumaram,
Estavam todas contentes.
A bruxa diz: Cinderela,
Você não vai com a gente.

Cinderela muito triste,
No quarto se pôs a chorar.
Queria tanto ir para a festa,
Viu seu sonho acabar.

E quando ela pensou
Que estava tudo perdido,
Aparece uma fada madrinha
E sussurra em seu ouvido:

Serás a mais bela moça,
Só precisa ter coragem.
Com a roupa e os sapatos,
Ela entra numa carruagem.

A fada continuou: Terá que voltar,
A meia noite em ponto,
Porque toda essa beleza
Perderá seu encanto.

O príncipe a viu e se encantou,
Só com ela dançou.
Nas doze badaladas,
Pra casa Cinderela voltou.

Desesperada e com pressa,
Ela correu.
Seu sapato de cristal,
Ela perdeu.

A dona desse sapato,
A quem muito me encantou,
Será ela a minha esposa,
O príncipe anunciou.

cinderela pop resenha

A madrasta quando soube,
A Cinderela trancou.
Em nenhuma das filhas
O sapato entrou.

Quando o príncipe ia embora,
Cinderela apareceu.
Trazendo outro sapato,
O príncipe reconheceu.

Ela e o príncipe se casaram,
Dançando alegremente.
Viveram os dois no palácio
Felizes eternamente.

A história que eu conto agora,
Também é bonita demais.
Parecem até diferente,
Mas no fundo são iguais.

Fala sobre uma moça,
Alegre, jovem e bela.
Terminando o ensino médio,
Seu nome é Cíntia Dorella.

Morava com sua tia Helena,
Por não ter outra opção.
Sua mãe trabalhava muito,
Estava no Japão.

Cíntia, há um tempo, acabou descobrindo
Uma tremenda decepção.
O pai tinha uma amante,
Piora a situação.

A menina se revoltou,
Viu que não tinha mais jeito.
Por não ter mais alegria,
Passou a se vestir de preto.

O pai tomou uma decisão
E abandona a família.
Vai embora com a amante,
Levando suas duas filhas.

Todo dia Cíntia liga
Para a mãe de seu celular.
Mas a escola o celular proibiu,
Então não tem mais como falar.

Pedir ajuda para o pai
Jamais ela ousaria.
Mas ele era influente,
Quem sabe isso não ajudaria?

O namorado de Helena
Era um DJ muito top.
Cíntia as vezes vai com ele
Tocar como Cinderela Pop.

Mas era só até meia noite
Que pode ficar.
Mixava música pop,
Depois disso tinha que voltar.

Trabalhar como DJ,
Mesmo com medo ela ia.
Porque se o pai descobrisse
Ele a condenaria.

Numa festa de quinze anos
Cíntia foi trabalhar.
Era festa a fantasia,
Um jovem foi cantar.

De ninguém se via o rosto,
Todos de traje a rigor.
No auge de seu sucesso,
Fred Prince era o cantor.

Quando deu meia noite,
Cíntia não podia mais ficar.
Correndo a garota perde
Seu sapato all star.

O sapato da menina,
Fred Prince quem o achou.
Querendo encontrar a dona,
A notícia ele espalhou.

A bruxa madrasta soube,
O tênis ela quis comprar.
Era para ajudar uma das filhas
Com o rapaz a se casar.

Quem ela pensa que é?
Vender meu tênis para quê?
Vai ser o sapato errado
Que eu venderei, ela vai ver!

Em nenhuma das filhas
O sapato all star entrou.
A bruxa ficou com ódio
Da vergonha que passou.

Fred irá fazer uma turnê pelo Brasil
Cantando para a multidão.
Todas as moças querem ver Fred
Em uma apresentação.

A madrasta não perde tempo,
Enche a cabeça de seu marido.
Ele coloca Cíntia de castigo:
Com a gente você não vai!

Depois que os quatro saíram,
A mãe de Cíntia chegou.
Não choque mais e se arrume,
Pois você também vai para o show.

Quando Fred viu a moça,
Reconheceu num segundo.
E a chama para uma dança
Na frente de todo mundo.

O pedido ela aceitou
Feliz e sem um pingo de medo.
A madrasta P da vida
É quem fica chupando o dedo.

Essa é a Cinderela Pop,
Com seu príncipe encantado.
Felizes distribuindo
Alegria para todo lado.

Toda moça ainda sonha
Em encontrar um príncipe legal.
Quem sabe um dia ele encontre
Seu sapato de cristal?

cinderela pop

Os versos  foram escritos e adaptados por Maria Lúcia Monteiro Xavier. Ressalvo que a história por trás dos versos pertence ao livro Cinderela Pop da autoria de Paula Pimenta.
  • Categorias: Livros em Verso
  • [Novidades] Lançamentos Selo Jovem

    28 mar

    Olá, meus queridos! 

    Quem está sentindo cheiro de lançamentos? Eu estou! kkkkkkk Tenho duas dicas para hoje!

    O primeiro é para os mais românticos. Cheio de poesia, sugere ao leitor pensar em grandes poréns. Já o segundo é de teor mais tenso. Romances proibidos, escolhas difíceis e testemunhos de assassinatos. Confira aqui cada um:

     

    850xNTalvez não exista um labirinto mais difícil de percorrer do que aquele que existe dentro de nós mesmos. Sentimentos e mais sentimentos dentro de um coração que tenta, a todo custo, encontrar um sentido para tudo, mas que, quase sempre, não consegue. Por que amar dói tanto? Por que o destino fica brincando com os nossos sentimentos? Por que o cara “perfeito” demora tanto a chegar? Por que a gente não consegue ser totalmente feliz estando só? Por que a gente tenta, a todo custo, parecer forte, inabalável, inquebrável, se não somos nada disso? Por que encontrar o amor da nossa vida não significa, necessariamente, encontrar a felicidade? Se dói tanto, por que insistimos na dor? Estava na hora de alguém responder essas e outras perguntas mas, pelo mais incrível que pareça, será você mesma que responderá grande parte delas ao caminhar pelo labirinto das personagens deste livro.

    Garotas/mulheres que, às vezes, não conseguem entender seus próprios sentimentos, mas que não têm medo de buscar as respostas. Talvez você não encontre a saída (as respostas), mas, com certeza, irá aprender a percorrer o caminho do seu próprio labirinto.

     

    850xN (1)

    Depois de vivenciar o divórcio repentino dos pais, Oliver agora se vê na difícil situação de recomeçar tudo do zero. Junto de sua mãe ele muda-se para a cidade onde nasceu com a esperança abalada, mas tudo muda logo no primeiro dia de aula. Depois de presenciar a morte de uma jovem e um homem misterioso entrar em sua vida, Oliver se encontra numa caçada onde ele é o alvo.

    Oliver descobre em sua nova vida um mundo sobrenatural onde seu passado vem à tona, forçando-o a se tornar o possuidor de um poder extremo. Fundido com um romance proibido e a difícil decisão entre o amor e a própria vida, Almas Perdidas revela os segredos existentes em cada alma e mostra o real sentido da palavra “destino”.

     

    downloadSe você quiser saber mais sobre o livro, comprar ou afins, basta clicar na imagem correspondente de cada um. Espero que tenham gostado das dicas! 

    Beijos e até mais!

  • Categorias: Novidades
  • [Resenha] Cidade Dos Etéreos, Ransom Riggs

    21 mar

    cidade dos etéreosSinopse: Neste segundo livro, o grupo de peculiares precisa deter um exército de monstros terríveis, e a srta. Peregrine, única pessoa que pode ajudá-los, está presa no corpo de uma ave. Jacob e seus novos amigos partem rumo a Londres, cidade onde os peculiares se concentram. Eles têm a esperança de, lá, encontrar uma cura para a amada srta. Peregrine, mas, na cidade devastada pela guerra, surpresas ameaçadoras estão à espreita em cada esquina. E, além de levar as crianças a um lugar seguro, Jacob terá que tomar uma decisão importante quanto a seu amor por Emma, uma das peculiares. 
      Telecinesia e viagens no tempo, ciganos e atrações de circo, malignos seres invisíveis e um desfile de animais inusitados, além de uma inédita coleção de fotografias de época – tudo isso se combina para fazer de Cidade dos etéreos uma história de fantasia comovente, uma experiência de leitura única e impactante    

    Distopia  |  384 páginas  |  Avaliação 3/5

     

      12596601_860209807423576_2065962723_o Esse é o segundo livro da série O Orfanato da Srta. Peregrine Para Crianças Peculiares. O primeiro está sendo adaptado por Tim Burton, divo das anormalidades, senhor das coisas estranhas, rei da melancolia, amante do terror e das olheiras fundas. E não era pra menos. Burton é genial! Todos os seus trabalhos têm um toque especial que, logo de cara, já nota-se que é sua criação. Sem mais, vamos para a resenha!

       Como todos já sabem, ou não, Jacob e seus amigos peculiares estão em retirada. O orfanato foi destruído, e com eles estão alguns objetos simbólicos; o que restou para se lembrar do seu lar. Além disso, eles também contam com a presença da srta. Peregrine presa em forma de uma ave. A ymbryne poderia, no máximo, permanecer por três dias nessa forma, pois corria grande risco da natureza animal neutralizar seu interior humano. Com isso, eles partem à procura de uma salvação para a srta. Peregrine.

    Durante a jornada, eles encontram muitos acólitos e etéreos, os quais tentam enclausurá-los. Jacob, nosso narrador, é um peculiar diferente do grupo; matou um etéreo. Não só por isso, mas ele deixou sua família, sua vida pra trás a fim de ajudar os peculiares do orfanato.

    cidade dos etéreos“Eu estava ali por um motivo. Havia algo que eu precisava fazer, não apenas ser; e não era fugir ou me esconder, muito menos desistir no instante em que as coisas começassem aparecer aterrorizantes ou impossíveis”. (p. 95)

    “Naquele momento, fiquei profundamente grato aos ciganos e à cumplicidade da parte animal de meu cérebro, que achava uma refeição quente, uma canção e o sorriso de uma pessoa amada suficientes para me distrair de toda escuridão, mesmo que por pouco tempo”. (p.125)

    Emma, por quem nutre um forte sentimento, o questiona várias vezes sobre insistir em ajudá-los. A garota enxergava o que Jacob abandonou, e, de fato, era tudo o que os outros peculiares sonhariam em ter.

    “(…) eu optara por mergulhar em um mundo que jamais imaginara, onde vivia entre as pessoas mais vivas que eu já tinha conhecido, onde fazia coisas que nunca tinha imaginado ser capaz de fazer e sobrevivia a coisas às quais nunca tinha sonhado sobreviver”. (p.130)

    12380640_860209794090244_432417194_o


    12499235_860209814090242_795929793_o   As partes mais importantes do livro são o início e o fim. Muitas passagens no meio foram prolongadas. Embora, as vezes, no livro haja algo de grande proporção, enquanto poderia ser menor, não o compromete. Muitos que leram também puderam perceber isso através das fotos que foram encaixadas nas cenas. São as cenas que se adequam às fotos, e não o escritor que as conduz. Foi assim que aconteceu com primeiro livro da série, como explica Ransom Riggs.

       Logo nas últimas páginas, temos uma listagem dos donos de algumas delas, além de uma entrevista exclusiva com o autor onde o mesmo explica que as fotos foram encaixadas nas cenas, e não ao contrário. Diz ele que elas tomaram papel secundário aqui.

       Ainda sobre as fotos, o livro não é tão sombrio quanto as mesmas sugerem. O ritmo me lembrou bastante Percy Jackson. Minha expectativa era de encarar um texto obscuro e apavorante. Quando não, ele chega até a ser engraçado. Não me decepcionou, só fez mais jus ao ditado: não julgue um livro pela capa. Óbvio que têm certas coisas, digamos, peculiares. De outro modo, não seria Tim Burton muito interessado.

    12837455_860209800756910_334027874_o

    Enquanto lia, imaginei a cena e dei uma risada:

    ” – Eu já era mais leve que o ar no instante em que nasci – comentou Olive, com orgulho. – Saí da barriga da minha mãe e fui flutuando para o teto do hospital! A única coisa que me impediu de sair pela janela e subir até as nuvens foi o cordão umbilical. Dizem que o médico desmaiou de choque!”. (p.139)

    perplexus   Por fim, o livro é simplesmente lindo! Postei fotos no IG  (@estranhoscomoeu) do blog também. A foto ao lado esquerdo é a da capa dura, a capa abaixo da removível.

       Espero que essa resenha tenha aguçado a curiosidade de vocês. Ressalvo que este é meu ponto de vista, assim, abro um caminho para que vocês sintam-se a vontade e comentem quando e o que quiserem, pois a opinião de todos é valida!

     

     

    Obrigada pela leitura!

  • Categorias: Ação e Aventura, Resenhas
  • [Destaque] Semana da Moda, Rebeca Veiga

    18 mar

    Olá pessoal,

    Como vocês devem saber esses meses de fevereiro e março estão sendo agitadíssimos no mundo da moda. No começo de fevereiro aconteceu a semana de moda de Nova York, depois Milão e por fim a de Paris. E eu não sei vocês, mas eu fico muito mais atenta no streetstyle do que nas passarelas. Por isso eu resolvi mostrar para vocês o que eu vi as fashionistas usando e que são as minhas apostas para bombar no inverno brasileiro.

    1. Cropped jeans

    Já vamos começar com essa peça polêmica. Tem gente que adora, tem gente que odeia. É a versão moderna da calça pula brejo. Kkk Ela foi muuuito usada pelas blogueiras e é uma aposta. Confesso que a versão jeans ainda não me agrada mas amei as versões de alfaiataria.

    croppedpants

    cropped jeans

    2. Tênis branco

    Eu adorei ver que os tênis e sapatos brancos vão continuar com tudo. É lindo, é confortável e você pode usar com tudo! Saia, legging, vestido… Ele deixa tudo mais estiloso.


    tenis

    tenis branco

    tenis 2

    3. Gola alta

    Vi muitas blogueiras apostando na gola alta no NFW e no PFW. Vale lembrar que lá agora é inverno e está fazendo um frio absurdo. Pode até ser que a gente não aproveite muito a tendência no nosso inverno brasileiro, mas fica a dica para quem vai viajar para locais mais frios ou para quem mora no sudeste ou sul.

    gola alta 3

    gola alta 2

    É isso aí meninas! Essas foram as peças que mais me chamou atenção no streetstyle das semanas de moda. Gostaram das peças? Usariam? Deixe aqui seu comentário.

    Beijo!

    Escrito por:

    Beca

     

     

    Rebeca Veiga, 21 anos e estudante de medicina. Tem ótimo gosto para moda e sabe dar conselhos muito bem. Gosta de acompanhar blogs e está sempre antenada.

  • Categorias: Day by Day, Destaque, Novidades
  • [Novidades] Perfume Com Cheiro de Livro: Paper Passion

    16 mar

    Quem diria que aquele cheiro delicioso de livro novo poderia se tornar um perfume? E foi isso mesmo que aconteceu! Seu nome é Paper Passion, ou seja, Paixão de Papel.

    Paper Passion foi criado por Geza Schoen, Gerhard Steidl, Wallpaper* magazine e o designer Karl Lagerfeld.

    “Você tem um livro, o abre, tem um vidro dentro dele e tem cheiro de livro. Ele é peculiar, mas a ideia é simples, linear”. Geza Schoen

     “O cheiro fresco de um livro impresso é o melhor do mundo”. Karl Lagerfeld

    perfume-paper-passion_03

    Nas primeiras páginas, há textos de escritores famosos.

    perfume-paper-passion_02

    Aposto que não foi só eu que ficou in love com esse perfume 😮 Para quem quiser adquirir, ele está disponível em várias lojas online, dentre elas a Amazon.

    Beijos e até a próxima!

  • Categorias: Curiosidades, Novidades
  • [Livros em Verso] Extraordinário, R.J. Palacio

    11 mar

    Olá, leitores! O Livros em Verso é uma categoria do blog. Como o próprio nome diz, os livros serão apresentados aqui por meio de versos cheios de ritmo e melodia. Será como uma viagem doce e agradável dentro daquele livro que você tanto gosta.
      Indicamos essa categoria àqueles que já leram os livros apresentados nos títulos ou os que pretendem conhecer a história sem ler o livro. Contém spoilers.


     

    extraordinariotopo

    Era apenas um garoto,
    De dez aninhos de vida.
    Por nascer tão diferente,
    Levava uma vida sofrida.

    August Pullman vivia,
    No seu mundo sem liberdade.

    O que ele mais termia,
    Era enfrentar a sociedade.

    tumblr_mjw0laNRQ31qgsbqgo1_500Nasceu com uma rara doença,
    Uma síndrome muito mal.
    Com o nome de disastose
    Bucomaxilofacial.

    Seus olhos são bem caídos,
    Grandes e esbugalhados.
    Quase ao meio das bochechas,
    Faz seu rosto deformado.

    Foram várias cirurgias,
    Mas de nada adiantou.
    Seu nariz tão grande e largo,
    No rosto continuou.

    E no lugar das orelhas,
    Coitado, já é demais!
    O menino tinha a cabeça
    Amassada nas laterais.

    extraordinario2Uma boca de tartaruga,
    Difícil até pra falar.
    Era como uma linha torta,
    Mal dava pra mastigar.

    Apesar de tudo isso,
    Tem uma coisa bem legal.
    Seu cérebro funcionava,
    Completamente normal.

    Por causa dos preconceitos,
    Auggie era prejudicado.
    Ir pra escola? Nem pensar!
    Era muito complicado.

    Medo de não ser aceito,
    Relutava, relutava.
    Era em casa com a mãe
    Que o menino estudava.

    51f69938604f50f3e7b2a98e8895d75fCom jeitinho a mãe consegue,
    Convencê-lo no momento.
    A escola era a alternativa
    Para um bom desenvolvimento.

    Mesmo contra sua vontade,
    Ele foi, não teve jeito.
    Foi com medo das reações,
    Por causa do preconceito.

    Foi conhecer a escola,
    Mesmo assustado ele entrou.
    Três alunos aparentemente bem simpáticos
    O diretor o apresentou.

    Com o menino Jack Will,
    Teve mais afinidade.
    E com a menina Summer,
    August também fez amizade.

      Teve até uma historinha
    Que achei bem bonitinha:
    A amizade entre os dois,
    Cruzaram até os dedinhos.

    Então Auggie descobre o significado de uma frase
    Na escola que entrou:
    Cordeiro indo para o abate,
    Mais assustado ele ficou.

    Foi assim que se sentiu:
    Igualmente a um cordeiro
    Indo para o abate,
    O que o despedaçou por inteiro.

    Mas seu amigo Will,
    Como sempre o defende.
    Levou August do abate
    Mesmo sendo deficiente.

    Passou por cima de tudo
    De ruim que surgiu.
    Mesmo sensível e com medo,
    Auggie não desistiu.

    Recebeu até um prêmio,
    Foi mesmo bem comovente.
    Ele deixou esse exemplo
    Para o coração da gente.

    É um menino de valor,summer
    Ele foi até o fim.

    Mesmo sendo diferente,
    Era extraordinário sim.

    Agora aqui deixo uma homenagem
    Para vocês especiais:
    Mesmo diferentes,
    Para Deus somos iguais.

    Você que é assim,
    Luta para sobreviver.
    Tem tanta gente perfeita
    E não sabe como viver.

    Mesmo com dificuldades
    Não desistam, vão em frente!
    Quem pode e não faz nada
    Esses sim são deficientes.


    Os versos  foram escritos e adaptados pela minha tia Maria Lúcia Monteiro Xavier. Ressalvo que a história por trás dos versos pertence ao livro Extraordinário da autoria de R.J. Palacio.
  • Categorias: Livros em Verso
  • Página 20 de 28«...10...1819202122...»